Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

quinta-feira, 19 de maio de 2011

ESTAMOS PERDIDOS

Colhemos hoje o que plantamos ontem

ESTAMOS PERDIDOS

Fica totalmente impossível pensar em um Brasil grande quando deparamos com investimento do Ministério da Educação para o estímulo à burrice, à ignorância, ao mais completo desrespeito à nossa língua pátria.

O Ministério da Educação ao permitir e aprovar publicação do livro “Por Uma Vida Melhor” assinado pela professora aposentada Heloísa Ramos, assume posição de total conivência com a ignorância. Ao admitir falas e até num certo sentido estimular que crianças digam “nós pega o peixe” o que faz o Ministério da Educação é simplesmente deixar de educar, postura alíás defendida pelo então presidente Lulirresponsável que nos deixa, após 8 anos de governo (?), esta cultura pra lá de lastimável.

Quando resolvi partir para o trabalho firme com os Painéis Cadinho RoCo, óleo sobre telas, não tinha como negar que fiz isso por desalento ao tanto que vivi de decepção enquanto comunicador profissional.

Belo Horizonte, 19 maio 2011

NUVENS DE SONHOS

Se perseguimos, somos também perseguidos. É a lei natural das coisas.

Se acreditamos somos também acreditados. Até porque, se não acreditarmos sequer perceberemos quando por ventura formos acreditados.

Não há falha que possa superar o propósito do reparo.

Se compreendemos somos compreendidos. É só perceber relação que há entre todas as coisas.

Hoje pego-me possuído pelo silencio de um pensar solto. O que fiz já não é o que faço. O que faço parece entornado em instante que vaga em divagações soltas, muito soltas.

Piso em nuvens de indecifrável sonho.

Belo Horizonte, 22 junho 2007

7 comentários:

Loba disse...

Não conheço a escritora, nem seu livro, mas sei que a aprendizagem se faz essencialmente por imitação. Se uma criança lê um livro onde existem erros gramaticais, facilmente ela assimilará o erro. E isso é um absurdo, especialmente qdo lutamos tanto para criar cidadãos letrados, né?
Beijo

Simone Martins2 disse...

Bom dia, todos temos o livre arbítrio para falar, escrever e tentar se colocar diante de problemas surgidos e que achamos conveniente criticar, porem, devemos primeiro pensar no que gostariamos para nos, a empatia faz parte na hora de se fazer uma critica...Sabe lá o que a levou a publicar tal livro? Enfim, vivemos numa democracia, meio falida, mas ainda somos seres humanos de carne, osso e coração...abraços

M. disse...

Por cá a educação também vai assim...mal:)

Tânia disse...

nao percebi o teu comentario

Amapola disse...

Boa tarde, querido amigo.

E até o título é uma verdadeira ironia.

Um grande abraço.
Fique com Deus. Só ele mesmo, para dar jeito.

Afrodite disse...

Amigo,Suas palavras sobre o acreditar,me cairam como uma luva hoje!Me senti conectada contigo!
Beijo
Afrodite

Daniel Savio disse...

Que melda uma aprovação assim...

Fique com Deus, menino Cadinho.
Um abraço.