Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

terça-feira, 10 de maio de 2011

REALIZANDO

Feliz demais em receber tratamento tão carinhoso por parte de quem estimula meu trabalho.

REALIZANDO

Recebo afetuosa cobrança para produzir criar novos Painéis Cadinho RoCo, óleo sobre telas. Tenho ótimas perspectivas pela frente e até preciso saber mais de como estão as vendas lá pelos lados de Grussaí, onde tenho painéis expostos na Pizzaria Bocão.

É muito bom sentir a aceitação do trabalho que fazemos porque é por aí que nos realizamos. Não falo escrevo só por mim, mas com o sentimento em sintonia com qualquer um de nós. É muito ruim quando não temos o nosso trabalho reconhecido. Já passei por isso e hoje, sinceramente, não quero saber de quem por tantas vezes não valorizou o que fiz, simplesmente por serem pessoas que sobrevivem às custas do talento alheio.

Belo Horizonte, 10 maio 2011

HABILIDADE

O Mercado Central de Belo Horizonte é lugar pitoresco e de muitas particularidades. Pois de todo Mercado Central não há negociante mais hábil do que o Marco Aurélio. Ele tem a paciência de homem do interior, a vivência de homem crescido no comércio e a habilidade de homem que sabe o justo momento de efetivar sua venda.

Parece simples, mas não é. A experiência colhida do convívio com freguesia tão eclética, exige mais que destreza. É atitude que veste reveste a situação de cada situação, a chegada de cada chegada.

Agradar ao público não é tarefa qualquer. Mais delicada ainda é a situação daquele que coloca-se diante do público que surge aos poucos, composto por quem quer tratamento pessoal para que depois possa aplaudir com a compra, o espetáculo que o outro oferece em forma de venda. E neste sentido, não ponha dúvida, porque o Marco Aurélio é um artista.

Belo Horizonte, 08 novembro 2007

3 comentários:

Simone Martins2 disse...

Bom dia...e qual é o artista que nao gostaria de ser aplaudido? Mas o importante nao são os aplausos, mas o que fica depois, sua arte na memoria das pessoas e que com certeza irão procurar novamente esse artista. Aplausos so no momento, mas o que fica na memoria é que conta...Abraços

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Cadinho!

Saudades!

Muito bom quando vemos nosso trabalho reconhecido!

Este é apenas o princípio do sucesso!

Tudo de melhor!

Um abraço!

Sonia Regina

MARILENE disse...

A felicidade do artista está em criar. Lógico que o reconhecimento vai trazer, além de indispensável satisfação econômica, aquela que proporciona a realização, a valorização do belo.
E você tem razão na postagem. Um público eclético desejando uma atenção individual. Vender também é uma arte.