Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

terça-feira, 21 de junho de 2011

ORGULHO DO BAIRRISMO

Bom cuidar do nosso agir

ORGULHO DO BAIRRISMO

Orgulho é algo que mascara a força que ilude o poder e que transgride a conduta por força de propósitos nem sempre razoáveis. Já o bairrismo quando potencializado pelo orgulho, sai da razão para o delírio em velocidade espantosa. Quando fulano acorda, tarde demais para evitar o que então passará a propor atitude de reparo que antes tinha tudo pra ser evitado.

O bairrismo estimula a manutenção do orgulho que idiotiza a gente.

Jaboticatubas, 21 junho 2011

CARINHO DAS ROSAS

Busco rosa em botão e coloco-a erguida em caule de aparência seca, na água. Tempo passa de dia para outro até florescer a rosa em pétalas delicadas. Não há cor de preferência. Antes que termine encanto de sua exuberância, vou lá e busco outra rosa em botão, cor que tiver. Repito procedimento para que floresça no hoje amanhã do tempo.

Em meu viver a presença de uma ou mais rosas que florescem e desaparecem com o passar dos dias. Por esse agir dilacero motivo razão qualquer para fazer isso. É presença de carinho que colho de mim mesmo, para aliviar um pouco tamanho vigor imposto por esse mundo que cada vez mais entendo menos.

Belo Horizonte, 12 abril 2008

5 comentários:

Luana Liarkeis disse...

muito organizado seu cantinho """

bj bj bj ""
uma ótima semana pro c!

Bia Jubiart disse...

Bom dia amigo!

Gostei das palavras e amei as telas!
Não sou nenhuma assumidade artística, mas amo o que faço. Seja sempre bem vindo na Jubiart!

Nos marcadores na lateral tem DECORAÇÃO, lá aparece as minha tela...

Um dia iluminado p/ vc.

Bjs.

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

Ha sido muy grato entrar en tu blog,un saludo.J.R.

Van disse...

Flores aliviam, perfumes aliviam, toda beleza coloca um pouco de suavidade na dureza que nos rodeia e consome, caso não tenhamos jardins para colher flores.

Beijos Cadinho!

claudete disse...

O bairrismo exagerado embota a razão...creio.E o carinho que colhemos de nós é a fonte suporte do que podemos doar , lindo Cadinho! Abraços.