Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

sexta-feira, 15 de julho de 2011

NOVO APELO

Precisamos expor nossas experiências, enquanto clientes, para que tenhamos prestação de serviço em constante aprimoramento

NOVO APELO

A Mesa da Benção do Queijo’s Bar volta a buscar contato com a Viação Itapemirim no propósito de saber sobre proposta de inclusão dos ônibus leito na linha Campos dos Goytacazes, Belo Horizonte. Esta sugestão parte da importância dessa linha de ônibus, alternativa única para viagem em transporte coletivo entre as duas cidades. Além do conforto físico e sem querer enveredar pelo preconceito, a opção pelo ônibus leito é também forma de permitir que passageiros escolham viagem mais ou menos acessível à condição de cada um. O que, no mínimo, evitará série de constrangimentos que sempre surgem em meio a divergências típicas da cultura e educação entre pessoas.

Será tão difícil perceber isso?

Belo Horizonte, 15 julho 2011

CONSUMIDOR INDEFESO

O Serviço de Proteção do Consumidor da Assembléia Legislativa de Minas Gerais – PROCON-MG, deu-me informação de que as empresas de telefonia têm até 30 dias para solucionar problemas com sua clientela.

Passo esta informação em face de questionamentos que surgiram frente a situação que estou envolvido nela. E suponho estar neste prazo de 30 dias, a devida concordância da ANATEL – Agência Nacional de Telecomunicações.

Estou com 21 dias de espera, 504 horas expostas ao que não deixo de considerar enorme descaso da empresa de telefonia Claro, que pode e tem como enviar-me mini modem que funcione para meu acesso à Internet, quando quiser. Aí é que para mim está a essência de tudo. Esta experiência mostra com clareza, a realidade do Brasil hoje, em detalhe. O que acontece comigo, é grão de areia numa praia de hostilidades diversas a darem o verdadeiro tom do que acontece quando, por força do poder, somos humilhados e expostos a situações de severos constrangimentos.

No discurso, o abstrato insiste em esconder o que há de concreto no nosso cotidiano. Por isso é que alerto para o fato de que nós brasileiros vivemos momento perigoso delicado. A atitude da Claro, empresa de telefonia, não contribui em nada para o nosso desenvolvimento, seja em que esfera for, quando impõe forma de tratamento asquerosa e direi até leviana, para com seus clientes já tão degradadas por tanta mentira.

Belo Horizonte, 17 julho 2008

2 comentários:

Sandra Botelho disse...

Passando pra te desejar um lindo final de semana.Bjos achocolatados

JuJu disse...

O setor de serviços (me refiro aos temas de ambos os textos) às vezes gosta de aprontar uma. Mas o que não pode é deixar de sugerir boas idéias e reclamar do que está sendo mal feito.
...
Até!