Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

FIDELIDADE I

A fidelidade está sempre desafiando nossos gestos

FIDELIDADE I

Por ser fiel ao seu jeito de ser sempre atento ao que acontece em São João da Barra – SJDB e ao mandato de vereador a ele confiado, Aluízio Siqueira ao perceber o chamado da população assumiu posição de pré-candidato a prefeito de SJDB nas eleições de 2012. E sua posição é tão clara e limpa, que ao ser indagado se aceita ser candidato a vice numa chapa composta por políticos governistas, diz não pensar nisso agora por fidelidade ao que assume enquanto pré-candidato a prefeito.

Ser fiel não é ser subserviente.

Diante desta constatação é que Aluízio Siqueira age também em total sintonia com o que considera ser o mais pertinente para o seu grupo político, ao sentir que o momento porque passa SJDB pede e exige alguém que esteja perto, presente, atento e em constante troca de informação com os habitantes sanjoanenses. O momento não é de se fazer política populista e nem tão pouco de discussões preconceituosas, cheias de acusações, promessas vãs e boas intenções partidas do nada para o lugar nenhum. O momento porque passa SJDB é o de um diálogo aberto, franco, objetivo e sobretudo fiel ao que de fato levará a população sanjoanense a uma melhor qualidade de vida. É por aí que surge a proposta do Vereador Aluízio Siqueira que aceita sim o desafio de ser pré-candidato à prefeitura de SJDB.

Grussaí, 29 setembro 2011

RACIOCÍNIOS INCERTOS

Sinto graciosa disposição porque percebo meu trabalho reconhecido. Ao menos assunto é o que não falta, mesmo estando a camiseta com frase – A fé não admite dúvida – ainda à espera de quem irá ficar com ela. Mas a sensação é de que ela ficará pouco tempo aqui, posso sentir isso perfeitamente.

Para quem prefere camisetas sem frase, elas estão expostas e não menos dispostas a seguirem viagem.

Bom sentir toda esta manifestação. Eu já até não lembrava o quanto é bom vender, porque já vendi muito em minha vida, quando trabalhava com meu pai no comércio que tínhamos em Belo Horizonte. Mas quero mesmo é soltar camisetas país afora, porque existem lugares que a mim causam espanto pela apatia. Não irei citá-los, deixa pra lá, até porque existe um outro lugar com desempenho surpreendente para camisetas que pinto. Aprendo assim a não me precipitar por raciocínios incertos.

Belo Horizonte, 12 março 2009

Um comentário:

Renata Diniz disse...

Sobre a fidelidade, me fez lembrar a letra de uma música: "o que você faz quando ninguém te vê..." Sobre a pintura, mais sucesso. Abraço!