Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

DO OUTRO

Em sintonia com o eu o entendimento faz-se mais forte do que a desavença

DO OUTRO

Em São João da Barra ou em qualquer outro lugar, passamos por momentos semelhantes, aflições típicas de situações expostas a qualquer um de nós. O que vale dizer que apavorar, no mais das vezes, é bobagem não surte efeito saudável.

Quando converso com João da Barra e Batistão sobre propósito em realizar projeto que tenho, o que deles ouço é que nada mais sensato do que a calma para o momento de espera. E isso significa que, pela calma, não se faz sensato pensar em atraso ou adiantamento.

Tudo tem seu tempo e lugar, tudo tem alguma razão de ser. O que não consigo aqui, posso conseguir ali. O que apresenta-se agora como um projeto, depois poderá ser outro projeto, outra proposta, outro tudo. Isso quer dizer que não dá e nem compensa ficar na extensa idealização daquilo que vai além nossa decisão daquilo que se expõe a modos e jeitos de pensar.

Ser o eu é sempre mais razoável do que ser o outro.

Belo Horizonte, 02 dezembro 2011

SABORES

Há uma dor escondida

Que não se pronuncia

Mas que não nega presença

No rastro do corte.

Há um semblante

Vivo e presente

Nos olhos que passeiam

Por minha lembrança.

Experimento o que não vejo

Sabor vindo de dentro

Da boca e dos olhos.

Experimento o que percebo

Sabor vindo de dentro

Do coração.

Belo Horizonte, 11 julho 2009

7 comentários:

Betty Gaeta disse...

O poema é lindo. Parabéns.
Beijos 1000 e um final de semana maravilhoso para vc.

www.gosto-disto.com

Van disse...

Oi Cadinho

O momento de espera, talvez até da frustração de não o conseguir. Tão necessário manter-se firme,na calma, mas os pés às vezes insistem em bater: quero por que quero e o coração que experimentou o sabor quer mais. Difícil desfazer desse gosto que fica na boca do coração...mas preciso. Haja força.

Beijos

Renata Diniz disse...

Sim. Calma é das virtudes mais preciosas. Abraço!

Carla Ceres disse...

Gostei muito do poema. Parabéns, Cadinho!

{Λїtą}_ŞT disse...

De tudo, o importante é nunca desistir e sempre dar um passo em frente, por menor que seja.
Há dias em que não conseguimos realizar coisas grandiosas mas cada pequeno passo nos leva ao objetivo esperado.
O poema é lindo... parabéns.

Beijos de {Λїtą}_ŞT

{ÍsisdoEgito}JZ - Tua, somente tua disse...

Boa tarde cadinho,

tenho que concordar com o que escreveu no blog, e não só é linda, e apaixonante...!

Esta poesia tua esta belíssima, lwembrei-me de algo que me deixa feliz.
Gostaria de coloca no meu blog, não agora, mas a colocar em alguma foto minha, para ilustra-la, posso?
Com os créditos, claro.

Beijos carinhosos,

ÍsisdoJUN

{ÍsisdoEgito}JZ - Tua, somente tua disse...

OBA!!!

Aviso com certeza, pode deixar.

;-)

Uma semana maravilhosa pra ti!

Beijos carinhosos,

ÍsisdoJUN