Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

sábado, 21 de janeiro de 2012

DOR

Quando vem o desânimo...
DOR
Rir pra não chorar, mas tem hora que não dá. Tem hora que riso não vem, mesmo que choro fique quieto em seu canto.
Tem hora que o gosto amargo trata de mostrar instantes por demais difíceis pra gente entender.
Pois se tenho trabalho que executo durante tantos anos, evidente que eu queira colher reconhecimento concreto dele. Sinto cansaço no corpo que sente dificuldade em continuar na árdua missão de só semear. Sinal de que é preciso fortalecer o acreditar, ainda que em meu peito eu respire alguma dor.
Belo Horizonte, 21 janeiro 2012
BATATAS FRITAS
Tamires e Thaiza, que atuam no informe Empresarial Pappel, chegam a Grussaí animadas da vida. É dia de distribuição do jornal, de conhecer gente nova, de ir à pousada do Cleber e usufruir da hospitalidade dele que providencia batatas fritas para as meninas.
Nas batatas o dourado da manhã ensolarada e encantada pelas presenças de Thaiza e Tamires. No fluir da conversa o riso das meninas que apreciam com voracidade as tão quentinhas batatas fritas.
Tamires e Thaiza então satisfeitas da vida passeiam pelas ruas de Grussaí, Atafona e sede de São João da Barra na distribuição do Informe Pappel para admiração de quem passa, vê e não resiste ao charme das jovens dondoquinhas que não perdoam nem o jeito compenetrado de ser do nosso tão famoso João da Barra.
Grussaí, 27 dezembro 2009

3 comentários:

Mônica disse...

Cadinho
Me doeu ver voce escrever sobre dor.
Eu queria ser rica para ajuda-lo.
Eu queria ser comunicativa para ajuda-lo
Eu queria saber sorrir para ajuda lo
Eu queria ser bonita para ajuda-lo
Eu queria ser uma criança para ajuda lo
Eu queria que soubesse que eu simplesmente adoro o seu trabalho apesar de nao ter comprado ainda nem sei porque.
Mas vou comprar!
E adoro o que escreve!
E adoro a sua familia e a sua cidade só por voce estar nela nos contando algo sobre eles. Apesar de ser lerdinha e esquecer os nomes, pois herdei do papai a dificuldade de decorar.
com muita amizade e carinho de sua amiga MOnica

Renata Diniz disse...

Ainda bem que as coisas ruins também passam. Diz a escritura bíblica que "depois da chuva, vem o sol". É preciso crer. Boa sorte e meu carinho.

Bete disse...

Uma frase de um espírita: Isto tambem passa!!!
Tudo passa. Pedir a Deus que passe rápido.
Abraços