Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

segunda-feira, 16 de abril de 2012

PASSAR DO TEMPO

Vivemos das oportunidades que nos são ofertadas

PASSAR DO TEMPO

O mar é de vastidão sem fim e por isso mesmo é que entendo haver em cada praia pedaço desse infinito vindo em ondas que não se restringem às mostradas pelo mar.

No litoral norte catarinense traços de uma cultura que avança no tempo de maneira prudente e consciente. O que antes era região para pesca da baleia, hoje pode-se dizer que o lugar está transformado em santuário. Suponho não haver mais pesca de baleia no litoral norte de Santa Catarina.

Belo Horizonte, 16 abril 2012

SOBREVIVÊNCIA

Hoje, longe do mar, sinto-me um peixe fora d’água. Sensação estranha de asfixia, de afogamento em sentido inverso. Não quero dizer com isso que consigo viver no fundo do mar, qual peixe, de jeito nenhum. Mas viver distante do mar passa a ser cada vez mais estranho pra mim.

Pinto bonés com pensamento em São João da Barra – SJDB. João da Barra diz que ao invés de ter os bonés na cabeça, passei a ter a cabeça nos bonés, na pintura deles.

Observo o peixe pescado, eu pescador de detalhes. João da Barra diz que mar alimenta o peixe que nos alimenta tal como faço quando alimento bonés com cores e formas tão disformes quanto as ondas que esbarram pelas praias de SJDB.

Na arte pescador encontra peixe no mar tal como encontro pintura no boné. João da Barra lembra que assim é que encontramos meios de sobrevivência.

Pescador navega e pesca pra viver, eu pinto e escrevo pra viver.

Belo Horizonte, 19 novembro 2010

6 comentários:

mfc disse...

Esse turismo ecológico trará muitos mais proveitos às populações ribeirinhas, que a desumana caça a esses bondosos e lindos animais!

© Piedade Araújo Sol disse...

pois é meu amigo, os tempos mudam e muda muita coisa.

um texto que gostei de ler.

obrigada pela sua visita e se me permite deixo aqui um

beij

Carla Ceres disse...

Também acho que não pescam mais baleias. Isso é ótimo, né, Cadinho? Eu morro de tristeza de ver animais sofrendo. Abraço!

Sonhadora disse...

Meu querido amigo

Anda tudo virado do avesso, até o tempo está todo trocado.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

carla disse...

Um belo texto,onde aqui fica as marcas do passar do tempo ,marcas essas que ficarão para toda a vida !

Passo para te desejar uma maravilhosa semana

Carla Granja

http://paixoeseencantos.blogs.sapo.pt/

luci disse...

Gostei muito de ler o post beijos