Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

segunda-feira, 7 de maio de 2012

EM TUDO


Não tem jeito, o dinheiro está em tudo
EM TUDO
      O raciocínio é simples, bem simples mesmo. Se para viver preciso gastar dinheiro todos os dias, nada mais natural perceber que para viver, preciso ganhar dinheiro todos os dias.
     Não adianta querer encontrar o discurso com preciosismos baratos e fantasiosos porque não  precisará tanto tempo para perceber que basta ter sede para que tenhamos a necessidade de beber a água que já está com seu preço fixado. E assim é com qualquer alimento, com a necessidade de vestir, calçar, se embelezar, ir de lugar a outro e assim vai. Não há nada que prescinda do dinheiro na nossa civilização. E não me venha citar a natureza ou coisa assim porque aí entramos na questão da propriedade, do aluguel, dos acessos aos mais diversos lugares e até do despretensioso caminhar na praia a exigir que estejamos, ainda que de maneira mínima, vestidos.
Belo Horizonte, 07 maio 2012
APURAÇÃO DOS FATOS
     A situação de calamidade estampada na região serrana do Estado do Rio de Janeiro traz a oportunidade para que reflitamos com todo empenho sobre o tamanho da responsabilidade que há em ser prefeito(a), em administrar um município.
     Quando João da Barra cita presenças do Dr. Pesadelo e Dra Enxaqueca em São João da Barra, mostra a razão de ser desses personagens que só existem porque na outra ponta observamos administrações públicas desastrosas e em alguns casos criminosas. Não é possível admitir tantas mortes que poderiam ser evitadas caso houvesse mais investimento para com a preservação da vida, mais atitude nas ações preventivas, ao invés de ficarem só com políticas de aplauso, de discurso demagógico, de um populismo rançoso e alienado.
     A realidade que hoje mostra, por mais uma vez, um Estado do Rio de Janeiro transbordado pela dor tem de ser muito bem apurada, para que não sejamos mais vítimas de políticos corruptos, cínicos e incompetentes.
Belo Horizonte, 17 janeiro 2011   

2 comentários:

Carla Ceres disse...

É verdade, Cadinho. Do mesmo modo que os animais precisam gastar suas energias para encontrar alimento todos os dias, os seres humanos precisam gastar dinheiro para se alimentar e viver. Abraço!

Patricia Galis disse...

Viver é caro demais rs
Otimo post as telas são lindas.