Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

sábado, 13 de abril de 2013

EXPLANAÇAO



Série Cadinho de Prosa dos Folhetos Cadinho RoCo, lote7

EXPLANAÇAO

     Mas rapaz, como é que você quer que eu plante tomates se o que sei fazer é semear poesia, escrever e declamar, traduzir sentimentos em palavras e propaga-las para que leiam e ouçam o que tenho a dizer?

     Bem sei haver quem sai por braçadas em praias que não são compatíveis com seus dons, mas não sou assim. Tenho jeito natural, agir original que sai da criatividade a fazer com que coração tinja meu sangue com a mais pura tonalidade do amor. O meu viver busca escapar da conveniência que o falsifica, para encontrar o agir que o plenifica.

     Meu mundo não se resume aos tomates de ocasião e por isso mesmo é que preciso abrir caminhos para seguir, ou contar com quem me dê acesso a esse caminhar.

Belo Horizonte, 13 abril 2013

MELHOR ASSIM

     Um convite para jantar. Será assim o término da nossa conversa?

     Uma oportunidade para um novo encontro. Pode ser. Mas e o motivo? A intenção de não perdermos contato.

     Um gesto solto no ar. E o raciocínio exposto pelo sentimento. Corpo transpirado pela expectativa.

     Uma sugestão. O melhor será não pensar. Entregar-se ao fluir dos acontecimentos. Melhor assim.

Belo Horizonte, 10 maio 2000

6 comentários:

Ana Bailune disse...

Bom dia! Podemos plantar tomates poeticamente...

Ingrid disse...

sempre teremos o vermelho intenso da paixão no que fazemos..
sem tomates.. ;)
beijos querido..
um belo final de semana.

Célia Rangel disse...

Ao tomate... o vilão da inflação... acredite que quiser...
Você foi bastante sutil!
Abraço, Célia.

PINTA ROXA disse...

obrigada pelo carinho
espero que o "meu" tempo já venha a caminho.
Pinta

ONG ALERTA disse...

Tomate virou jóia....
Beijo Lisette.

Marcia disse...

Boa noite!
Vim te conhecer e adorei seus textos.
Um ótimo domingo.