Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

terça-feira, 14 de maio de 2013

DA FÉ


Série Cadinho de Prosa dos Folhetos Cadinho RoCo

DA FÉ

     Não há motivo para se abrir discussão sobre a fé, até porque não há muito que dizer sobre a fé e sim sentir.
     Em princípio a fé é de simplicidade enorme não havendo cor ou forma que possa identifica-la, nem medida que possa comensurá-la porque na fé o que percebemos é a dimensão do infinito cuja transparência não permite que tenhamos definição específica dela.
     Não dá pra quebrar cabeça do fulano para introduzir a fé e nem rasgar peito do beltrano para instalar a fé no coração. E ainda que isso fosse possível é certo que o ato não serviria pra nada, posto ser a fé manifestação espontânea a se dispor só pra quem queira com ela conviver com toda liberdade.
     Diante do que nos dispõe a vida eis que nos colocamos senhores das nossas próprias escolhas e fim.

Belo Horizonte, 14 maio 2013

VESTIDO
     É domingo. Rua Fernandes Tourinho. É manhã. É Belo Horizonte.
     Vestido amarelo, comprido e leve. Faz calor. Folhas secas no chão daqueles passos. Cabelo loiro e curto.
     Não fui a Raposos, mas o vento parece vir de lá. Ela passa silenciosa e atenta.
     Desaparecemos um do outro. Mas ela com o seu vestido amarelo permanece como o sol na manhã do meu pensar.

Belo Horizonte, 27 agosto 2000

6 comentários:

Rosa Branca disse...

Alimento essencial da alma.
Um abraço carinhoso

Paty Alves
Ágape Amor Verdadeiro
Patyiva
Vou Conseguir

may lu disse...

A fé é que nos move... Ela é a própria seiva da vida. Como seguir em frente, amar, acreditar, sem fé? Sem ela não temos família, não temos amigos, não temos Deus. A fé é esse elo entre os valores que acreditamos e cultivamos.
Obrigado pela visita!

Um abraço cheio de delicadezas!

Minha vida de campo disse...

Olá meu amigo, Bem dizem que religião e futebol não se discute, por que cada um te a sua e defende. Mas a fé e a bondade está dentro de cada um de nós.
Tenha uma semana maravilhosa.
Anajá

Ana Bailune disse...

Boa tarde! Não é possível incutir a fé em ninguém, mas às vezes, as pessoas perdem a fé com muita facilidade. Ela é como andar bem na beirada de um abismo imenso, acreditando que não vai cair; se duvidarmos por um só segundo...

Felisberto Junior disse...

Olá!
Boa tarde
Cadinho
sim...as experiências de cada um, intransferíveis e totalmente pessoais, dão origem a esta energia ou sentimento, ou como se queira definir a fé.
Aposto justamente nesse potencial humano, na capacidade de alcançarmos tudo aquilo que aspiramos, entre elas a fé, mas que estão certamente presentes em cada indivíduo, que ela, com seu vestido amarelo irá "reaparecer...
Obrigado pelo carinho da visita
Boa semana
Abraços

Carla Ceres disse...

Concordo com você, Cadinho. Fé é um dom da graça de Deus. Ou temos ou não temos. Abraço!