Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

quarta-feira, 23 de abril de 2014

PREVISÍVEL

SÉRIE XAMÃ dos FOLHETOS CADINHO ROCO
PREVISÍVEL
     Em um País contaminado não adianta só atacar a metástase; é preciso eliminar o câncer.
     Em lugar desgovernado procissão de fiéis na Semana Santa não vale nada; o que vale é a imposição do protesto político. Foi isso o que aconteceu na Catedral do Rio de Janeiro e que reflete efeitos do que surge quando o desmando passa a tomar conta da situação.
     Na realidade Xamã o Brasil vive realidade perdida nela mesma. Motivo mais que oportuno para que levemos a sério nossas escolhas ao invés de insistirmos na crença da mentira.
Belo Horizonte, 23 abril 2014
CARNAVAL DE TAÍS
     Se nunca conversamos, como é que poderemos combinar seja lá o que for? Desconheço seu gosto, seu jeito de ser e reagir diante de uma e outra situação. Ainda assim, imagino podermos estabelecer espécie de diálogo proposto por suposições que vão dando conta do que somos, trazemos e cultivamos por intermédio de nossas vidas.
    É carnaval. Longe das brincadeiras, imagino-a também à margem desses tantos exageros que transformam a festa de Momo em solenes badernas. Mas penso haver em você ânimo para fantasias interessantes e festejos animados pela espontânea descontração carnavalesca. Isso, é lógico, sem prescindir das manhãs à beira mar para merecido descanso.
     Do seu corpo moreno, uma fantasia clara. Uma índia. Isso mesmo. Você fantasiada de índia, devidamente estilizada. Uma fantasia simples, sem exageros. na maquiagem, sua beleza realçada. Sua alegria que então sugere outra imagem. Uma havaiana maravilhosa. Sei lá. Melhor é percebe-la Taís, a instalar em mim tantas outras fantasias.

belo Horizonte, 23 fevereiro 2004

4 comentários:

Laura Santos disse...

Abominemos a crença na mentira, mas fantasiemos então essa morena Taís, mas de uma fantasia simples e sem exageros. Com a simplicidade requintada de uma índia, soa muito bem!
xx

Carla Ceres disse...

Oi, Cadinho! Estou, há mais de uma semana, longe da TV e da internet. Vou me informar sobre o que aconteceu na catedral do Rio de Janeiro. Abraço!

Bruxa disse...

Gostei da frase "Em um País contaminado não adianta só atacar a metástase; é preciso eliminar o câncer.", disse tudo...
Há tanto a se fazer, mas parece que quem está no topo não vê.

Um abraço e lindos dias.

Célia Rangel disse...

É caro Cadinho... o câncer se espalhou de tal forma corrompendo a tudo e a todos que realmente, apesar de ser otimista, não vejo reação positiva alguma! Extirpar seria a solução.
Abraço.