Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

domingo, 27 de julho de 2014

DO QUE É



SÉRIE XAMÃ dos
FOLHETOS CADINHO ROCO
DO QUE É
     Quando então observo mais um painel concluído, óleo sobre tela, sinto sensação de forte alívio. Respiro o nascer da peça pronta olhando pra mim buscando minha identidade. Mergulho nos detalhes da pintura também buscando alguma identificação que não sei explicar. O mistério do trabalho realizado é parte dele que não devo mexer. Sem essa constatação do mistério não há vibração, não há presença, não há força na tinta que já não é mais tinta, na tela que já não é mais tela.
     Xamã não pergunta o que é por já saber tratar-se de uma obra de arte que tem por vocação criar indagação em nós sem dizer quem, ou o que é. Aí é que está a nascente do mistério.
     A arte responde sempre pela via da indagação.
Belo Horizonte, 27 julho 2014
LÁ EM CIMA
     Tudo poderá acontecer por intermédio de caminhos, trajetos, acessos, passagens. Tudo poderá estar entre subidas e descidas a buscarem pretenderem o plano chão de tantas perguntas respostas.
     Continuo subindo pela estreita encosta desse verdadeiro precipício cavado no buraco fundo cada vez mais fundo. Até que chego ao que sugere corte na terra pedra, para meu alívio. Já corpo inteiro resgatado, sento paro penso respirando fundo em tudo que vivi agora mesmo. Observo lugar esse que parece ser o nenhum. Há uma cova muito rasa logo ali, que abre caminho para nova subida mais larga. Ela está entre duas enormes pedras. Mas sinto necessidade de descanso.
     Posição encontrada, durmo quase sem sentir durante período que desconheço. Acordo faminto e sedento. Estou em lugar úmido e por demais sombrio. Levanto-me dando aos passos rumo da nossa subida. Ouço ruído de passos pés patas. Talvez sejam cavalos vindos de onde? Tento olhar o longe do longe alto lá em cima. Há um movimento reluzente e forte. Uma estrela? Lembro-me do cometa vindo em sonho que tive. Será ele? Estou mesmo acordado?
Belo Horizonte, 05 janeiro 2005

4 comentários:

Ana Bailune disse...

Bom dia, cadinho.
Que maravilha! Dentre os dons que eu gostaria muito de ter, está a pintura.

Anne Lieri disse...

Cadinho,a pintura é uma arte divina,com certeza!E vc ainda tem a escrita:belo texto com intrigante conflito sonho e realidade. bjs e ótima semana,

ॐ Shirley ॐ disse...

Cadinho, já deu pincel e tinta para o Xamã?...
Beijos!

Érica Cruz disse...

Gostaria de saber a arte d pintura, mas só sei fazer bonequinhos desajeitados..rs
Beijinhos
:)

http://cariocaemportugal.blogspot.pt/