Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

PERÍODO PERIGOSO



SÉRIE XAMÃ dos

FOLHETOS CADINHO ROCO

PERÍODO PERIGOSO

     A necessidade de se utilizar desvios é corriqueira, até por estarmos num Brasil sob ameaça de golpe socialista bastante perigoso.

     As transformações acontecem e a arte, quieta em seu canto, observa a quantidade de aproveitadores dela que surgem como praga pelos meios de comunicação.

     É evidente o período de mediocridade que passamos por ele. É mais que escancarada a ocupação da incompetência em posições de destaque seja na política, na comunicação e nas artes em geral.

     Xamã, por força da sua pouca idade, busca conhecer a qualidade escondida em meio a tanta esculhambação.

Belo Horizonte, 11 agosto 2014

INTERESSES PUERIS

     Cadê aqueles dez milhões de empregos prometidos e exaltados há dois anos atrás, para os quatro anos de um mandato que já passa da metade do seu período? O que já deveria representar ao menos cinco milhões de empregos, a rigor não chega a dois milhões e meio. O equívoco da promessa então, muito provavelmente não consegue responder sequer pela metade do seu propósito.

     É assim que o desempenho identificado como sendo o da “esperança que venceu o medo” atua? Pois digo haver agora enorme risco medo de ficarmos com nossa esperança transformada em desespero, o que para muita gente já representa a própria realidade. E os discursos continuam exaltando o que não consegue chegar ao legítimo patamar da realidade. Não vai aqui nenhum discurso de oposição ou de qualquer outro posicionamento limitado à mera manobra política. O conteúdo deste dizer, clama sim por uma postura digna dos verdadeiros valores humanos, que superam em muito os ditados por questões políticas, econômicas e de outros tantos interesses tão pueris.  
Belo Horizonte, 22 fevereiro 2005

3 comentários:

Isy disse...

O importante é a calma!

bjxxx

Bell disse...

Uma linda semana pra vcs =)

Carla Ceres disse...

Oi, Cadinho! Agora reparei que o P22 e o P23 são parecidos. Talvez fiquem bem, lado a lado. Abraço!