Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

RECEITA SINGULAR

SÉRIE XAMÃ
FOLHETOS CADINHO ROCO
RECEITA SINGULAR
     A rigor não há nada que prospere sem amor. E por mais que tentem rebaixar ou ignorar a força do amor eis que ele surge quando deve surgir.
     A arrogância, o sentimento do poder, o desprezo e até mesmo o deboche se transformam em verdadeiros grãos de entulho quando o amor aparece como areia fina e limpa, admirável e confortante.
     Todo caminho se faz por demais pedregoso quando não pavimentado pelo amor.
     Não há nada que substitua o amor, ou que compense o amor quando, por força da perversidade, nos sentimos fragilizados.
     O amor fortalece.
     Xamã ouve quieto o que tem o amor a lhe oferecer.
Belo Horizonte, 12 fevereiro 2015

ESCONDERIJO DO SILENCIO
   Deixo-me levar por esta brisa praiana trazida por onda após onda mar aberto ao mirar dos meus sentidos.
     Imagino porque posso imaginar.
     Sonho porque posso sonhar.
     Invento cabelos testa olhos narinas lábios e queixo entre bochechas desta face desenhada em mim, mas que minha não é. Poderá ser você com vontade de saber quem é em mim este seu ser feito assim.
    É praia mar água que vem e que vai banhando cardumes de reluzentes indagações.
    Eu anônimo, estrangeiro ou nativo, no seu nosso meu esconderijo a dizer do silencio que tratamos de não dizer ao outro.
Belo Horizonte, 07 novembro 2006

3 comentários:

Carla Ceres disse...

Ih, Cadinho! Muitas coisas RUINS prosperam sem amor. Abraço!

Bell disse...

O amor não está sendo muito utilizado nos tempos atuais.
Mas ele sem duvida é o maior sentimento do mundo e td feito com amor dura mais.

Um lindo dia pra vcs =)

Lilly Silva disse...

Muito raro o amor hoje em dia, mas eu ainda acredito nele piamente Cadinho.
Lindo texto!
Abraços

http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/