Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

domingo, 5 de abril de 2015

DA HORA



SÉRIE XAMÃ dos
FOLHETOS CADINHO ROCO
DA HORA
     Tem hora que o tempo estreita, tem hora que o tempo estica.
     Tem hora adiantada, tem hora atrasada.
     Tem hora que não dá pra acreditar, tem hora que tudo é só crença.
     Tem hora que Xamã não dá sossego, tem hora que o bicho é pura mansidão. E por pensar em mansidão, tem hora que o sangue agita coração que bate pra lá e pra cá qual barco em mar enfurecido.
     Tem hora boa, tem hora ruim, hora inspirada, hora de um vazio danado. Mas há quem diga que quando tudo parece muito esvaziado é que Deus age transformando hora ruim em hora boa.
Belo Horizonte, 05 abril 2015
ALINHANDO IDÉIAS
     Sinto-me desenhado pelo pensar que agora cismou de interpretar este desenho. Risco daqui e dali, que susto. Percebo imagem completamente estranha diante de mim. Linhas a criarem formas indecifráveis. Motivo para começar a supor. Mas aqui está meio vazio, ali precisando de mais um toque e lá vou eu desenho que parece não ter fim.
     Mas haverá fim no pensar?
Belo Horizonte, 29 abril 2007  

Um comentário:

Lilly Silva disse...

Realmente tem hora de tudo...
Belos textos Cadinho!!!
Espero que tenhas tido uma feliz páscoa, e que assim também seja a tua semana!!!
Beijos e beijos

http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/