Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

APARIÇÃO

APARIÇÃO
     Qual o dia que não traz consigo certa sensação de ausência? O ausente se faz presente mesmo quando não conseguimos percebê-lo. É espécie de alguém que não chega a ser ninguém, mas que também pode ser um ninguém que não deixa de ser alguém.
     Estranho perceber o que nem sempre percebemos. Estranho notar um lado nosso que nem sempre aparece, mas que nunca desaparece de nós.
     O que somos não prescinde do mistério.
Belo Horizonte, 29 fevereiro 2016
NOSSO LUGAR
     A vontade de ser faz com que busquemos ação mais forte em nós mesmos. É desafio que impõe movimento em nós mesmos, que exige atitude nossa.
     Assim como acontece com qualquer um de nós possuídos pela vontade de ser é que também acontece com o lugar onde moramos, que faz parte da nossa vida.
     João da Barra adverte para essa verdadeira revolução que acontece quando então resolvemos ser o que queremos ser. E avança ideia para o lugar que é aquele que nos transmite o dia de cada dia, o espaço de cada espaço. Com isso mostra o quanto é importante para cada lugar, quem dele faz parte. O que vale dizer do quanto é imprescindível darmos importância, carinho e dedicação ao lugar que é o nosso lugar também.

Belo Horizonte, 25 janeiro 2010

3 comentários:

Ana Freire disse...

Nós e o nosso outro lado... em permanente convivência... mesmo nos dias em que nos sentimos ausentes... por vezes dos nossos dias... mas nunca verdadeiramente, de nós mesmos...
Abraço! Boa semana!
Ana

Pensamentos Com Asas disse...

Verdade dita Cadinho Roco!
Ás veze nos sentimos assim...
Tenha um lindo dia.♥ Beijos.

Vieira Calado disse...

Apetece-me dizer uns versos dum grande poeta português

Cada alma tem seu medo
o seu segredo
que deus lhe disse ao nascer
para ele o não dizer...

Um forte abraço!