Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

segunda-feira, 30 de maio de 2016

COMIGO-NINGUÉM-PODE



COMIGO-NINGUÉM-PODE
     Comigo-Ninguém-Pode é o nome daquela planta, com folhas verdes e salpicadas por pintas brancas muito vistosas e quando bem cuidada até imponente. É planta venenosa e na crença popular servida para espantar o azar, o mau-olhado, a inveja.
     Tenho família dessa planta proliferada de muda que trouxe, faz tempo, do Rio de Janeiro. Eu a colhi ali pelos arredores da Pedra da Macumba, lugar onde o mar exubera sua beleza.
     Olho para as folhas dessa planta pensando no quanto faz bem dar à sua natureza carinho que também age como proteção para que sejamos contemplados pela felicidade.
Belo Horizonte, 30 maio 2016
CANOA NO RIO
     A canoa presa à beira do rio é sinal de vazio. Esta canoa não foi construída para ficar presa e nem tão pouco vazia à margem do rio. A canoa foi feita pra servir, navegar, embarcar pessoas e utensílios, transportar gente e carga pelo rio.
     Diante da canoa vazia o pensamento a flutuar pelo rio que não para nunca. Ele segue sempre para o mar e passa pela canoa que bóia sobre seu dorso. A imagem da canoa sugere pensamento ao pensar. De onde ela veio, pra onde irá quando embarcada e lançada à corrente do rio, são indagações que brincam com a imaginação deste agora que busca sentir o que está na canoa, no rio e no navegar da vida que não nasceu pra ficar presa e nem tão pouco vazia.
Grussaí, 12 novembro 2010 

4 comentários:

Mirtes Stolze. disse...

Bom dia Cadinho.
Essa planta eu conheço, e o nome é belo comigo ninguém pode. Um poema muito belo, a vida é mesmo um enigma. Uma feliz semana. Enorme abraço.

Bell disse...

oi Cadinho

Também conheço a planta, ela é fácil de se achar por aqui.

bjokas =)

Teca M. Jorge disse...

Interessante sua forma de escrever e inserir em suas palavras o conteúdo imenso que a gente vive a cada dia!
Um beijo

Maria Teresa Valente disse...

Boa tarde, Cadinho!
Muito perspicaz a sua observação, se tratarmos a natureza com carinho, no caso a comigo ninguém pode, ela nos retribui com proteção...
Feliz mês de junho, excelente domingo, abraços carinhosos
Maria Teresa