Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

sábado, 20 de agosto de 2016

AÇOUGUEIRA

AÇOUGUEIRA
     Fiquei intrigado ao deparar naquela vitrine do açougue, com tantos pés-de-galinha. Perguntei sobre interesse da freguesia nos pés-de-galinha, nova surpresa. Quem veio me atender foi uma açougueira, puxo pela memória, suponho ser a primeira vez que sou atendido por uma açougueira. Ela, muito falante, diz que depois da reportagem apresentada pela televisão dizendo ser os pés-de-galinha  ótimos para preservação da pele humana, as vendas dispararam. “Antes, pés-de-galinha eram vistos como comida de pobre, agora é carne de gente rica”. E completou dizendo que pés-de-galinha também são ótimos como tira-gosto acompanhado de uma cervejinha bem gelada.
Belo Horizonte, 20 agosto 2016
RASTROS DE VIDA
     É muito desagradável ficarmos expostos à falcatrua, ao engodo e ao agir de quem insiste em querer, pela esperteza, nos fazer de bobos.
     No movimento nervoso do sentimento eis que pelo pincel marca a tinta o espaço por ela percorrido, pousado, repousado. Nos Painéis Cadinho RoCo, óleo sobre telas, rastros de vida.
Belo Horizonte, 23 maio 2011


2 comentários:

Nuno Filipe disse...

Quem diria né. Em Portugal os pés-de-galinha servem para fazer um prato típico chamado de pipis. São misturados com pescoços, fígados e moelas de galinha/frangos.
.
Feliz Fim de semana.

Neiva Silva disse...

Que interessante esta situação!
Ótimo final de semana pra você!
Abraço!