Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

LIVRES

Pela liberdade vamos até onde não imaginamos

LIVRES

Podemos sempre fazer mais e por isso é que podemos sempre acreditar mais. Podemos negar ou aceitar seja lá o que for porque somos seres livres. Mas é também por essa liberdade que podemos avançar mais e alcançar mais do que de fato pretendemos.

Para João da Barra, é pelo amor que conseguimos seguir sempre e por isso é que não dá para pura e simplesmente aceitarmos o rancor, a tristeza, a ganância, ou a disputa por tanta conquista vã em face de intenções ou interesses que só fazem pesar mais o nosso ser e estar no mundo. É pela leveza que conseguimos crescer, voar, mergulhar, ir e superar os movimentos dos nossos próprios movimentos. É pela leveza que conseguimos ser livres.

Belo Horizonte, 18 janeiro 2010

A VOLTA DO REAL

Aquela nota de um real acorda na Praça Arariboia, em Niterói, e sabe para onde vai? Pode parecer fantasia, mas não é. Está lá no pico da pedra do Pão de Açúcar, em pleno Rio de Janeiro. Um estrangeiro recebe a nota do pipoqueiro e segue com ela para Ipanema. De lá, a nota chega às mãos de uma senhora lojista, que passa o dinheiro para a menina moça que vai embora para Madureira.

De Madureira, o trocador recebe a nota no ônibus que parte veloz. A nota chega ao Largo da Candelária. De lá, segue para a Ilha do Governador, indo em seguida para o Terminal Rodoviário Novo Rio, retornando a Belo Horizonte.

Pode parecer mentira, mas no dia primeiro de abril, eis que encontro aquele um real com a Sandra, que comemora o seu aniversário.

Inacreditável.

Belo Horizonte, 19 abril 1999

13 comentários:

ஜ♥_Sabrith_♥ஜ disse...

Obrigada pela visita!
Gostei dos textos...
Boa Semana
Bjokas
(",)\
./♥\.
_| |_ Sabrith

Ana Paula Duarte disse...

Olá Cadinho!!
Desejo a vc um feliz 2010!
Sucesso.
Olha, muito obrigada por sua visita lá no blog e pelo seu comentário mais do que pertinente!
Gostei muito, ah se todos pensassem assim...
Abração.

Delirius disse...

de facto, inacreditavel!...Cadinho.

Zeze disse...

Olá

Tal como o Mundo Gira, também tudo em nossas mãos como em nossas Vidas Gira...

Um Abraço

Bandys disse...

Cadinho,
Amar os outros é a única salvação individual que conheço: ninguém estará perdido se der amor e às vezes receber amor em troca.
Clarice Lispector

Um beijo

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá amigo!
Lindo você*
Amar a vida e viver por amor sempre. Se não fosse, de que valeria?
Beijos
O melhor sempre eu lhe desejo.
Renata

Mimirabolante disse...

Agradeço a visita e o gentil comentário!!!!Obrigada e volte sempre!!!!!Monique

Renata disse...

Livre arbítrio! Somos livres ... muitas vezes precisamos pensar muito por essa liberdade, que existe responsabilidade, que existe aceitar a consequência de certos atos ... enfim, meu coração hj tá confuso ... mas o post me fez pensar bastante! Bjão e boa semana.

Sandra Botelho disse...

Liberdade maluca essa.
Ninguem é completamente livre...
Sempre nos prendemos em algum laço...
Bjos meus.

Anita "Menina Flor" disse...

Muito bons textos e ideias, mas não posso deixar de dar os pêsames sobre sua tia falecida. Segue a vida. Um abraço

Natália disse...

Liberdade é tudo!
Beijo e obrigada pela visita!

Luma Rosa disse...

Cadinho, sentir paz nos faz sentir livres. Ou seria o contrário?

Uma nota de um real, conforme viaja perde o seu valor. Sai da casa da moeda e de lá, sem poder ser reciclada, desgastada, morre no lixo. :D

Boa semana! Beijus,

Daniel Savio disse...

Cara, eu não diria que sejamos realmente livres, mas que podemos escolher as nossas prisões...

Fique com Deus, menino Cadinho.
Um abraço.