Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

domingo, 7 de março de 2010

CASTELO DE AREIA

EM OFERTA

Óleo sobre tela 15x15cm

Mais de 50% de desconto

Veja peças na coluna ao lado

Maiores informações: cadinhoroco@yahoo.com.br

CASTELO DE AREIA

Converso com o vento da praia

Crio verso no vento da praia

Declamo com o vento da praia

Decifro sonho no vento da praia.

Mergulho no mar da praia

Me misturo com o mar

Da praia a me abençoar

Com o sol invisível do mar.

No pisar a areia da praia

Eis que sinto brotar da praia

Grãos vivos da lembrança.

Sou eterno habitante

Desse lugar feito

Em castelo de areia.

Belo Horizonte, 07 março 2010

DISPARO

Corro dessas

Minhas idéias

Que correm

Por meu sangue.

Corro no

Silencio manso

que corre

Por meu pensar.

Depois paro

Comigo mesmo

Nesse agir

Disparado no silencio

A buscar do sangue

O disparo desse viver.

Belo Horizonte, 13 fevereiro 2000

10 comentários:

Delirius disse...

Sou tua leitora diária no silêncio manso de mim, e tenho-me deleitado na descoberta da doce poesia de ti.
Beijo, Cadinho Roco :)

Denise Portes disse...

Belo poema!
Um abraço
Denise

Denise Portes disse...

Obrigada por seu comentário lá no Delírio, adorei seu blog, já sou seguidora.
Um abraço
Denise

Daniel Savio disse...

É tão estar na praia, pena que atualmente me lembra o trabalho...

Mas as vezes é bom aproveitar o momento para caminho, sem correria.

Fique com Deus, menino Cadinho.
Um abraço.

*Adriana disse...

Teu CASTELO DE AREIA, fez-me lembrar dos dias que vivia em Vitória. Mais precisamente em Vila Velha, ano? 1990.
Gostava de ver o mar logo cedo, bem cedo. Morava em Coqueiral de Itaparica e a praia estava a uma quadra.
Era eu e o Vento. O som das ondas que quebravam na areia. Saudades.

Abçs
Adriana

Natália disse...

Que tri os poemas!!
ah, é porque eu não costumo fazer resnehas no blog, na verdade, aquela ela a 1° vez, da próxima vez tentarei colocar um em cada post, obrigada pela dica.
Beijo

Sonhadora disse...

Meu amigo
Linda e doce poesia...gostei muito.

Beijinhos
Sonhadora

Daniela Filipini disse...

Bonito!

Nanda disse...

A brisa da praia sempre me acalma e alegra. Raro explicar esse tipo de sensação em palavras, mas você conseguiu. Boa semana! =)

REGINA GOULART SANTOS disse...

Eu também me identifico muito com o mar.
Belíssimas telas.
Beijos