Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

quarta-feira, 10 de março de 2010

NO MUNDO

EM OFERTA

Óleo sobre tela 15x15cm

Mais de 50% de desconto

Veja peças na coluna ao lado

Maiores informações: cadinhoroco@yahoo.com.br

NO MUNDO

A todo instante ficamos expostos às revelações que acontecem para que possamos decifrá-las. No entanto, nem sempre estamos atentos ao que de fato acontece ou deixa de acontecer ao nosso redor.

João da Barra poderá ser estranho para muita gente, muito embora esteja presente no dia que se apresenta por aí. Sua postura, tão simples quanto complexa, mostra o quanto somos mistério para nós mesmos e para os que nos cercam. Por isso mesmo é que tanto podemos ser sombra quanto luz para quem, de maneira ou de outra, tem acesso ao nosso ser e estar no mundo.

Grussai, 10 março 2010

SEM VERSOS

Digo estar apaixonado. E quando digo isso, afirmo ser eu um ser nascido para o amor. E quando digo isso, afirmo ser eu um aprendiz do amor.

Acredito na força e na essência do amor, como acredito na vida. Aliás, sem o amor a vida para mim não tem qualquer sentido. E mesmo estando eu sendo surpreendido pelas mais vivas atitudes de tão infantis rebeldias, trato de supera-las sempre na crença maior proposta pelo amor.

Não escondo, não fujo, não protelo e nem escapo das ocasiões do amor. E para nutri-lo com a devida virtude, eis que parto em busca da poesia. Faço versos, busco palavras, entrego-me às mais vivas declarações a exuberarem e fortalecerem as mais sutis motivações trazidas à elevação do amor.

Assim, aproveito para, por intermédio do amor, chegar ao 14 de março, dia nacional da poesia. E sem qualquer verso, digo ser o amor, o maior dos poemas a ser vivido por cada um de nós.

Belo Horizonte, 01 março 2000

6 comentários:

Luh* disse...

As vezes nem sei a diferença de amor e paixão, é tudo confuso.
beijos

Daniel Savio disse...

Que não nascer para amar, nasce para sofrer, fato...

Fique com Deus, menino Cadinho.
Um abraço.

Valéria disse...

O amor é cego, surdo, mudo e burro, aparece quando a gente nem espera, vindo não sei de onde e fica...Amor sentimento universal, é tão fácil falar de amor, difícil mesmo é pagar as contas..rs

BeijooO'

Vanessa Lima disse...

Sempre admirei seu blog e seus escritos...

P isso deixei um convite pra vc lá no meu blog: "Viver é não ter a vergonha de ser feliz!!!!".

Dá uma olhadinha lá.

Bjos!!!

Sandra Botelho disse...

O amor é a mola que move o mundo e amola nossa alma. Rsrrs.. Bjos no coração!

Sonhadora disse...

Meu amigo
Lindo texto.
deixo um beijinho.

Sonhadora