Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

sexta-feira, 21 de maio de 2010

LIBERTO

Tem hora que é preciso se libertar de tudo mesmo

LIBERTO

Para crescer é preciso espaço. Uma árvore quando desperta para o seu crescimento necessita de raiz forte e com extensão que dê estabilidade e segurança.

Distante dos dizeres e próximo ao mar, ouço do coração o palpitar do amor livre em sua mais pura expressão.

Independente do que quer que seja o amor escolhe e acolhe quem a ele dá espaço para que possa crescer e dar frutos com toda doçura própria da sua natureza.

O amor é doce para quem sabe apreciá-lo pelo desprendimento e amargo para quem insiste em querer domá-lo.

Grussaí, 21 maio 2010

CAVALO OU ÉGUA?

Era um cavalo com orelhas humanas. Talvez uma égua. Um cavalo, ou uma égua com corpo de cavalo, ou égua, com patas de cavalo, ou égua, e com seu dorso maciço e de um pelo escuro e belo. Narinas de inconfundível porte eqüino, tal como denunciava a boca e olhos. Mas as orelhas eram humanas.

Meus olhos levados pelo latido do cão não acreditaram no que viam. A inquietação do cão passou a transpirar meu corpo. Bem diante de mim aquele semblante manso e paciente. O cão nervoso, preso ao meu controle, saltava pedindo liberdade. Atônito, meu raciocínio preso naquele par de orelhas a engolirem o latido do cão.

Sem qualquer pressa, animal foi se afastando até sumir na curva coberta pelo barranco. Cão acalmou, enquanto pensava comigo naquelas orelhas. Senti ouvido zumbir e a manhã tornar-se plena no espaço. Eu e cão sumimos na manhã daquele dia, que de tão estranho parecia desaparecido de nós.

Belo Horizonte, 30 julho 2001

12 comentários:

Daniel Savio disse...

Cara, quem quer domar o amor já vive na sua própria prisão...

E fala sério, até dúvido que exista um cavalo assim.

Fique com Deus, menino Cadinho.
Um abraço.

Rosa Carioca disse...

"Para crescer é preciso espaço."
Uma definição perfeita. Pura verdade.

D.Ramírez disse...

Grande Cadinho.
Saudes daqui. To sumidão em visitas, mas espero poder voltar e comentar mais vezes. Acabei de ver vc num coment de um blog, vim correndo.
Forte abraço

Sonhadora disse...

Meu amigo

Passei para te deixar um beijinho
Sonhadora

•.¸¸.•*♥*•.¸¸.• Sanzinha •.¸¸.•*♥*•.¸¸.• disse...

O amor é sempre doce, em qualquer tempo. :)
Muito obrigada pela visita, querido!
Eu não conhecia seu blog, fiquei encantada com algumas coisas que li aqui. Volto depois pra ler mais!

Beijo grande e ótimo fim de semana!

claudete disse...

"O amor é doce para quem sabe apreciá-lo pelo desprendimento e amargo para quem insiste em querer domá-lo."(sic)
Não creio em amor amargo para mim é mesmo "DOR", e dói mesmo! Quanto ao cavalo/égua , pode ter certeza foi uma "visão", que se perdeu nas brumas da escuridão momentânea que nos acomete nos momentos de êxtase ou fuga...quem sabe...Abraço fraterno.

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Em vez de se domar o amor melhor entregar-se a ele e aproveitar suas delícias ou...sofrer suas desventuras pois o amor é imprevisível.

Quanto ao cavalo-égua-humano ,a esta altura da vida já não duvido de nada!

Saudades!

Sonia Regina.

Mônica disse...

Distante dos dizeres e proximo ao mar
Goste
com carinho MOnica

Lilazdavioleta disse...

E porque não a existência desse ser ? Conhecemos e sabemos tão pouco .
Mas chega o desapego e então aparece a sabedoria .

Um beijo e bfs,
Maria

Letícia disse...

Noooosa!

Muito certo e profundo o texto "liberto". E a frase em verde já diz tudo.

Vera disse...

Gostei.

Já agora, boa pergunta, sem dúvida.

Beijo.

paula barros disse...

Gostei dessa frase:
"Independente do que quer que seja o amor"

Gostei muito.

abraço