Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

terça-feira, 3 de maio de 2011

CHATO DEMAIS

Bobagem enorme quem quer ser o que não é

CHATO DEMAIS

Pintar poderá parecer simples, mas ao menos pra mim não é tão simples quanto parece. O convívio com a inspiração é imprescindível e a partir daí a necessidade de distinguir o delírio do agir prático e compatível com o que realiza a arte e não a vaidade, ou a necessidade de afirmação juvenil. Aliás, este é singular problema presente no universo das artes; o de abrigar pseudos artistas que conversam muito e fazem pouco, ou que fazem muito sem qualquer talento. E isso se deve exatamente ao episódio de haver na arte a questão da vaidade. Ser alvo de admiração e aplauso é muito bom sim, mas deparar com quem se coloca como artista só pra ser admirado e aplaudido é chato, mas chato demais da conta.

Belo Horizonte, 03 maio 2011

ADÁGIO

Foi de extensa conversa com a Luci que a frase brotou.

Foi assim de repente, depois de muito ler e escrever, posto que conversa com Luci acontece em meio a mensagens. Ela lá da Flórida dos Estados Unidos, eu das Minas Gerais do Brasil.

O que conversamos não vem ao caso. Mas resolvo trazer pra cá a tal frase com jeitão de adágio.

Sem fé, não fazemos nem pr’o café.

Belo Horizonte, 27 setembro 2007

3 comentários:

Anne disse...

Sem fé, nada funciona!

Boa terça, beijos!

Simone Martins2 disse...

Bom dia, a alma do artista, as vezes, adormecida se ve enaltecida atraves dos aplausos e assim, o faz renascer para a vida e construir novos pensamentos a partir dessa alma resurgida e aplaudida, mas sem esquecer, de fincar os pés no chão e dar asas a imaginação...abraços

zubizup disse...

Turkish Underwearings
www.yoncatoptan.com
If you wisit my web ,I will be Glad:)
:)
:)