Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

terça-feira, 16 de abril de 2013

DA DANIELA


Série Cadinho de Prosa texto 6, lote 7 dos Folhetos Cadinho RoCo
DA DANIELA
     João da Barra contou-me o que ouviu da Daniela.
     Uma mulher fantástica, uma guerreira.
     Primeiro manifestou sua disposição em ser quem é. Uma artista que sabe viver o amor e que por isso não tem como não ser autêntica e simples no seu jeito doce de querer bem.  Precisa dar o amor que recebe do seu público e por isso não tem como guardar só para si seu momento de felicidade com a mulher com quem resolveu casar.
     Daniela, em meio às lágrimas riu e chorou de tanta felicidade enquanto desabafava. Jeito próprio de quem sabe do real significado do encontro. Ela é uma guerreira e ama o amor com altivez impressionante, capaz de se impor pelo carinho e não pelo repúdio.
Belo Horizonte, 16 abril 2013
MADRUGADA ACORDADA
     Madrugada acordada em mim. Eu acordado na esquina. E a esquina brincando com minha lembrança. Conversa sem início e sem fim. São idéias que flutuam por palavras não pronunciadas, diante da inexistência de um instante tão pretendido quanto imaginado. Tudo porque a esquina agora existe insinuando tão intensa referência.
     A madrugada insiste em não querer a sombra do sono. Uma vez acordado, espero pela possibilidade do encontro não marcado. Tudo na marca da coincidência. Tudo na intensidade do acreditar.
     Um raciocínio loiro brota de outra circunstância. Se as esquinas são muitas, muitas também são as ocasiões. Daí a variedade de raciocínios.
     Ando pelas pernas dos propósitos, reunidos no desejo único da união. Sinto querer alguém.
Belo Horizonte, 03 junho 2000

3 comentários:

Carla Ceres disse...

Gostei de sua forma carinhosa e respeitosa de falar sobre a Daniela, Cadinho. Amor merece respeito. Abraço!

Célia Rangel disse...

Ser feliz em todas as formas de se amar, de ser amado e se deixar amar é prova de maturidade.
Abraço, Célia.

O Sibarita disse...

É isso seu cadinho, a Daniela está com tudo, né não?

Um texto que abre o coração, uma beleza de confissão, se quer alguém vá em frente seu moço! kkk

PORRETA!

O Sibarita