Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

segunda-feira, 20 de maio de 2013

DESSE QUERER



Série Cadinho de Prosa dos Folhetos Cadinho RoCo
DESSE QUERER
     Não direi pelos outros, mas por mim.
     Tenho e trago querer em incessante borbulhar nesse meu viver ido de lado a outro por buscas que mais parecem não ter fim. Converso, penso, dou prosa a esse querer que nem chega a ser tão ambicioso assim, mas ousado. É que dele surge verdadeira necessidade que assumo em propagar o que sinto e faço para que eu consiga sentido pleno de vida, para que tenhamos todos sentido pleno de vida.
     Desse querer sofro pressões a imporem sobre mim cargas nem sempre fáceis de serem transportadas. Mas não dá pra não ser feliz, não dá pra ficar entregue aos pesos e pesares impostos por instantes traiçoeiros.
     Esse querer que habita em mim está sempre a me induzir ao amor, porque é pelo amor que consigo dar vida ao meu viver e força ao meu prosear.
Belo Horizonte, 20 maio 2013
HOJE É HOJE
     Hoje já é hoje. Não é ainda e nem o que será. Hoje é hoje e pronto para ser o que é ser hoje. Sem vãs precipitações nem vagarosos atrasos.
     Hoje é hoje com todas as suas dúvidas e certezas. E não venham falar em pessimismo com artificial otimismo. E não venham conferir o otimismo, querendo ignorar por puro oportunismo, o pessimismo.
     Hoje é o hoje de todos os encantos e desencantos a deixarem essa mistura confusa exposta à luz a clarear e a sombrear tantas imagens.
     Hoje é o hoje da realidade e da fantasia.
Belo Horizonte, 07 outubro 2000

2 comentários:

Carla Ceres disse...

Hoje seus textos estão transbordantes de poesia, Cadinho. Gostei dos cisnes na Imagem do Dia. Boa semana!

Célia Rangel disse...

"Esse Querer" é o sonho maior de todos os que sonham sempre e não se entregam na realização dos mesmos. Vai sempre cada vez querendo mais! Autoestima 'in'!!
Abraço, Célia.