Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

domingo, 12 de maio de 2013

DIA DAS MÃES



Série Cadinho de Prosa dos Folhetos Cadinho RoCo
DIA DAS MÃES
     Enquanto penso naquele livro do Rubem Braga chego ao segundo domingo de maio, dia das mães. Não discuto quanto ao mérito da data. Fico na intenção da homenagem certo de que todo dia é dia da mãe, do pai, do filho e do espírito que em princípio é santo, mas que nem sempre é santificado por quem o carrega vida afora.
     Dia de dar presente? Pode ser que sim, mas prefiro alertar para o fato de que mais importante é se fazer presente de maneira solícita, desprendida e amorosa. Aliás, bom também realçar que todo dia é dia para que coloquemos o amor em destaque porque com amor tudo ganha dimensão mais envolvente, mais disposta e forte.
     No dia das mães bom também parabenizar todas as mães que convivem conosco porque o jeito maternal de ser faz bem pra todos nós que somos nascidos de uma mãe.
Belo Horizonte, 12 maio 2013
UMA BIBLIOTECA
     Acordo assustado com a nitidez da mensagem a mim enviada por sonho. Uma missão. Criar uma biblioteca em Raposos, aberta à população.
     Intrigado, percorro por dia inteiro de singular indagação. Terei nascido para tal empreitada? Aos passos do raciocínio, alcanço a conclusão de haver em mim o brotar de idéias a semearem a terra. Sem ser eu a terra ou a semente que irá germinar a planta, encontro-me na condição de idealizador.
     Lanço a semente. Uma biblioteca para a população de Raposos. Até que sou noticiado da espetacular iniciativa de um certo açougueiro radicado em Brasília. Do açougue, uma biblioteca livre de todo e qualquer critério. A freguesia usufrui, conserva, administra e estimula a idéia do açougueiro que vê-se forçado a ampliar o espaço destinado aos livros que surgem pela via de simpáticas doações.
Belo Horizonte, 12 setembro 2000

2 comentários:

Célia Rangel disse...

Compactuo do seu comentário entre 'dar presente ou estar presente'... eis o valor maior!
Abraço, Célia.

redonda disse...

Por cá, é no 1º Domingo de Maio :)