Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

sexta-feira, 7 de junho de 2013

É ASSIM

Série Cadinho de Prosa dos Folhetos Cadinho RoCo
É ASSIM
     É plenamente compreensível a gente ir além do que é. O desafio da sobrevivência impõe concessões sobre nós.
     De uns tempos pra cá percebi que meu grande empregador é Deus e por isso é que trabalho pela manutenção e crescimento da fé que carrego comigo. Por isso também é que faço o que faço pela gratuidade sem, no entanto, deixar de perceber necessidade de ganho que tenho por força da minha sobrevivência.
     Com o passar do tempo, também percebi que violentar o viver se permitindo a fazer o que contribuirá para sua degradação espiritual não resolve nada, muito antes pelo contrário.
     Hoje acordei tocado por forte sugestão para que eu faça o que sei e o que posso fazer deixando que Deus aja na solução do que está além da minha capacidade de solucionar.
Belo Horizonte, 07 junho 2013
POSSUÍDO PELA NECESSIDADE
     O que fazer para seduzir o tema de cada tema? Creio haver a necessidade do desprendimento. A disponibilidade do espirito libertado e entregue ao sabor ameno do tema de cada tema.
     Uma vez possuído pela necessidade do patrocínio, o estar torna-se naturalmente desviado do seu curso. O tema até aparece, sem no entanto permitir acesso. Fica distante, como quem opta pelo procedimento da reserva. Ao sentir o estar capturado pela carência, o tema afasta-se deixando as palavras entregues ao sabor da indiferença que pode até ser o tema de outro tema. É quando a alegria, torna-se confundida pela angustia.
Belo Horizonte, 21 dezembro 2000

4 comentários:

Érica disse...

Buscar Cadinho, as pessoas precisar sempre buscar!!! Um caminho do bem.

:)

=*

Ivone disse...

Que linda prosa, sempre estamos querendo preencher nossa alma com algo que nos sustente, nos dê rumo, é bom refletir sobre a Vida!
Abraços, gostei daqui, voltarei com certeza!

Carla Ceres disse...

Oi, Cadinho! Obrigada por me responder sobre a foto! Bom fim de semana!

Célia Rangel disse...

Deus é o nosso sustentáculo total em nossa existência. Feliz aquele que O sente, O descobre e vive inteiramente em agradecimento. Lindo texto.
Abraço, Célia.