Cadinho RoCo – Jeito outro de ler e pintar a vida.

Estréia oficial do Blog – 27 novembro 2006

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

RECHEIO DO BOLO

RECHEIO DO BOLO
      Melhor pensar no convívio amistoso com pessoas queridas do que ficar por aí buscando irritação da imbecilidade de quem insiste em não querer entender a realidade tal como se apresenta. Os sinais são evidentes demais para serem ignorados e a indolência da ignorância maior ainda dando viva demonstração de que para reagir ao infortúnio não basta sair por aí esbravejando idiotices.
      Foi Thaís quem preparou aquele bolo delicioso? Na surpresa do paladar o apetite realçado por mensagens vindas de gesto tão meticuloso quanto carinhoso. Sinais apontando para possibilidades a serem vividas por cada um de nós. Bom mesmo é ver a Thaís feliz e empenhada em investir na confraternização capaz de estimular em nós a estima.
Belo Horizonte, 09 janeiro 2018
SUSSURROS

Surgiu em meu sonho
Acordou comigo
Do silencio beijou-me
Pedindo carinho.
Ficou em meu pensar
Dia inteiro disforme
Entre luz e sombra
Sussurrando.
Mesmo de longe
Fez-se próxima
Oferecendo mistério.
Provocou intenção
Em nossos corpos
Pedindo e sussurrando.

Belo Horizonte, 25 fevereiro 2002


3 comentários:

Mary Lane Amaral disse...

Concordo com você sobre o convívio com pessoas queridas e preocupadas com a amizade sincera e o bem estar de todos. Eu fujo disparada de gente que tem como tônica o pesadelo de ações nefastas e , muitas vezes, bem perversas. Xô!!!!!!!!!!!! Foi sim a queridíssima Thais quem preparou o bolo tão carinhosamente recheado. Isto é amizade e cuidado!!!!!

© Piedade Araújo Sol disse...

Uma prosa simples e bonita.
Um poema apaixonado e sensual qb.
Uma boa semana.
beijo
:)

lua singular disse...

Oi Cadinho,
Adorei os seus escritos, principalmente no final
Abraços
Lua Singular